Voce esta aqui: Home/ Destaques, Noticias / 36% do FGTS inativo foram usados para pagar dívidas

36% do FGTS inativo foram usados para pagar dívidas

saquesO saque das contas inativas do FGTS ajudou a economia brasileira como um todo. Uma parcela significativa dos trabalhadores usou o dinheiro para pagar as dívidas. Um levantamento do Ministério do Planejamento mostra que 36% dos recursos vindos do fundo foram usados para isso.

A Caixa Econômica Federal informou que R$ 41,8 bilhões entraram na economia entre 10 de março e 12 de julho. Isso representa os saques feitos em cerca de 25 milhões de contas inativas. Esse valor ficou acima do esperado pelo banco e pelo governo. Eles previam que apenas 70% dos saques fossem efetivados.

Uso das contas inativas

Dados do governo apontam ainda outros efeitos dos saques das contas inativas do FGTS, como:

  • Redução de 4,5% do uso do cheque especial em abril;
  • Queda no uso do cartão de crédito, de 15,7% em março para 5,7% em abril;
  • Diminuição do endividamento das famílias após o início dos saques, de 23,4% da renda disponível em fevereiro para 23,2% em abril. Essa redução não leva em conta os endividamentos relacionados ao crédito habitacional;
  • Recuo em 0,1 ponto percentual da inadimplência de fevereiro para maio, caindo de 6% para 5,9%.

Nas comparações com o ano passado, os resultados são ainda maiores, em especial no endividamento das famílias. Os dados da Confederação do Comércio (CNC) mostram redução de 2,4% entre março de 2016 e de 2017.

Setores

Já os supermercados comemoraram um aumento de 6,3% nas vendas em abril deste ano em relação ao mesmo mês de 2016. Em maio, esse aumento foi de 1,1%.

O levantamento da CNC aponta ainda que 80% dos valores retirados das contas inativas foram usados em 3 segmentos: vestuário e calçados; hiper e supermercados; e móveis e eletrodomésticos.

Com isso, o varejo cresceu 1,7% em abril e 2,4% em maio, nas comparações com os meses imediatamente anteriores. E o setor de serviços, que estava no negativo, diminuiu a queda (de -5,7% em abril para -1,9% em maio).

A venda de celulares aumentou, em média, 20% no período de março a maio deste ano, em relação aos mesmos meses de 2016. E o licenciamento de carros novos feitos em abril deste ano foi 7% maior do que em 2016. Em maio e junho, esse aumento foi de 11,5% e 18,9%, respectivamente.

Se você ainda não resgatou o seu FGTS, não deixe para a última hora. O prazo para sacar as contas inativas se encerra no dia 31 deste mês.

Fonte: Serasa

Deixe um comentario

Copyright © 2011 E.R.Tecnologia. Todos os Direitos Reservados.